Prefeito de Cuité revoga decreto de situação de emergência assinado durante greve dos caminhoneiros

O Prefeito do Município de Cuité, Charles Camaraense, revogou, na última quarta-feira (06), o decreto que colocou Cuité em ‘situação de emergência’ por consequência do desabastecimento em virtude da paralisação dos caminhoneiros, que durou 11 dias. O decreto de Nº 1.772/201 foi assinado no dia 28 de maio para diminuir os impactos do movimento.

De acordo com o gestor, a situação está voltando gradativamente à normalidade, indicando que aos poucos não haverá mais a necessidade de medidas emergenciais para conter os reflexos provocados pela falta de combustível, gêneros alimentícios, gás, água e outros itens congêneres. O gestor ainda esteve cumprindo agenda na capital João Pessoa em busca de soluções para a total normalização dos serviços.

Segundo o Secretário de Administração, Ederson Lucena, “com o fim da greve, a situação está voltando a sua normalidade, conseguimos retomar alguns serviços que tiveram que ser paralisados, como por exemplo o retorno das aulas e os serviços de saúde estão sendo normalizados”, ressaltou, acrescentando que as iniciativas de economia de gastos permanecem, como; redução de energia, de material de expediente, entre outros.

O Secretário ainda anunciou a normalização do horário de expediente dos órgãos da administração municipal, que volta a ser na segunda-feira de 8h às 12h e das 14h às 18h com atendimento ao público, da terça-feira a quinta-feira das 08h às 12h com atendimento ao público e das 14h às 18h com expediente interno e na sexta-feira o expediente corrido de 08h às 14h.

O decreto assinado durante a crise manteve os serviços essenciais à população; saúde (serviços do Hospital nossa senhora das mercês, transporte de pacientes em situação de urgência e emergência, transporte de pacientes em tratamento de hemodiálise, Quimioterapia e Radioterapia, remoção e atendimento de pacientes através do SAMU 192, atendimento das Unidades de Básicas de Saúde da Família situadas na Zona Urbana, serviços dos Agentes de Combate às endemias e dos Agentes Comunitários de Saúde, distribuição de insumos, vacinas e medicamentos) e coleta de lixo.

CONFIRA O DECRETO DE REVOGAÇÃO NA ÍNTEGRA CLICANDO AQUI.

Compartilhar