Secretaria de Saúde de Cuité inicia censo de animais em domicílio e em situação de rua

O Ministério Público da Paraíba, Comarca Cuité, e a Prefeitura de Cuité, por meio da Secretaria de Saúde, iniciaram um trabalho de alerta aos proprietários de animais, precisamente de cães, que ao longo do dia ficam em situação de rua, mas que se recolhem para alimentação ou mesmo à noite para dormir em sua residência, que estes animais possam permanecer sob responsabilidade dos seus donos, em casa, pelo contrário, ao ser verificado qualquer dano provocado pelo animal em situação de rua, principalmente à pessoas, seu proprietário logo que identificado, será responsabilizado por tal.

Após audiência com Ministério Público e Associação ‘Protetores dos Animais’, foi sugerido que a Secretaria de Saúde realizasse um censo para que o município, munido de um levantamento preciso, pudesse identificar os animais que, de fato, estão em situação de rua, e os que em algum período do dia estão na rua, mas que possuem donos ou pessoas que por eles se responsabilizam. Acatada a sugestão, o censo já foi iniciado e está sendo feito pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS’s), os quais estão preenchendo uma ficha cadastral, e logo que concluída essa fase e consolidado os números, o levantamento será apresentado ao Ministério Público.

Os dados do censo também servirão para que a Secretaria de Saúde tenha um controle no processo de triagem dos animais que serão futuramente castrados no Centro de Tratamento e Recuperação de Animais, dando prioridade aos animais em situação de rua e, posteriormente, também atendendo animais que estejam sob responsabilidade de pessoas com baixa condição socioeconômica. Desta forma, se pretende alcançar o controle e/ou diminuição da reprodução destes animais.

Considerando ser um problema de saúde pública, se faz necessária a colaboração de toda sociedade para que o problema seja sanado, já que de forma gradativa vem expondo a população em geral. “Isso está provocando um problema muito sério, que são as agressões por animais, que estão aumentando significativamente. Por ser um problema de saúde pública, e que não envolve somente o serviço público, mas toda a sociedade, então a gente achou proveniente providenciar tudo isso”, declarou a Secretária de Saúde do município Adriana Selis, que na quarta-feira (16) participou do Programa ‘Aqui tem Trabalho’ da Prefeitura de Cuité na 89 FM.

Vanessa Bessa, Gerente da Atenção Básica do município, que também participou do programa de rádio, reforçou que a população deve se sensibilizar da sua responsabilidade, já que parte dela não se apresenta como responsável por animais, mesmo mantendo vínculo diário, alimentando-o e até dando abrigo pela noite. “Quando acontece acidentes que envolvem esses animais, as pessoas, por mais que alimentem e estabeleçam vínculo, elas não querem se apresentar como responsáveis por medo de responderem, o que dificulta resolver o quadro no município”, acrescentou Vanessa Bessa.

Compartilhar