Cuité avança e busca viabilidade para implantação de aterro sanitário

O município de Cuité, de forma concreta, deu o primeiro passo para resolver de forma definitiva os problemas ocasionados pelo lixão e dar a destinação correta aos resíduos sólidos produzidos diariamente no município. Enquanto governos passados tentaram apenas minimizar os problemas com ações pontuais no próprio lixão, o Prefeito Charles Camaraense desde 2017 encarou a problemática de frente e desde então mobilizou sua equipe para buscar a viabilidade de implantação do sonhado aterro sanitário, que se trata de um espaço destinado ao despejo do lixo que, por sua vez, passa por um tratamento e posteriormente é coberto com camadas de areia, a fim de evitar odores, incêndios e a proliferação dos animais transmissores de doenças.

Após inúmeros estudos e uma tentativa de acordo sem sucesso com municípios do Curimataú e Seridó para implantação de um aterro sanitário regional, e até mesmo visitas de técnicos da Superintendência de Administração do Meio Ambiente (SUDEMA), parece estar mais próximo do que nunca o início da implantação de um aterro sanitário no município de Cuité. No início de maio de 2020, no dia 04 precisamente, o Gestor, juntamente com Maurílio Fialho da pasta de Articulação Política e Pedro Filype da Procuradoria Geral do Município, se reuniram para tratar da viabilidade de aquisição de um terreno de 30 hectares nas imediações do trevo que dá acesso à Barra de Santa Rosa, Sossego e Picuí, terreno que atende os pré-requisitos ambientais necessários para execução do projeto em discussão.

Levando em consideração que outros terrenos já haviam sido vistoriados e não aprovados, poucos dias depois da reunião acima citada uma equipe de técnicos da SUDEMA esteve novamente em Cuité para realizar uma vistoria no terreno em questão para emitir um laudo técnico sobre a adequação do espaço. Atualmente a Prefeitura aguarda o laudo para que possa dar sequência aos trâmites legais de desapropriação ou aquisição do terreno. “Esse é um projeto complexo e muito caro para o município, mas o nosso objetivo é acabar de vez com o lixão e garantir a destinação correta do lixo, e por isso estamos empenhados em concretizar essa fase inicial de aprovação e aquisição do terreno, para que possamos executar o quanto antes o projeto de implantação do aterro sanitário”, disse o Prefeito Charles Camaraense em programa de rádio.

Paralelo ao processo de viabilidade para implantação do aterro sanitário, a Prefeitura de Cuité já executa algumas melhorias no espaço onde atualmente se deposita o lixo produzido no município, tendo sido abertas valas para aterrar parte do lixo que já existe e para colocar os resíduos que chegam diariamente para despejo no local. Essa será uma ação que terá sequência até o início das atividades do aterro sanitário e que, aos poucos, tornará o atual lixão um espaço menos exposto e menos propício a disseminação de doenças por meio da proliferação de insetos, ratos, escorpiões e baratas, além da redução do mau cheiro, poluição do ar, contaminação do solo e de lençóis freáticos.

Compartilhar