Autor: ASCOM

NOTA OFICIAL – 30/08/2019

O Poder Executivo enviou Projeto de Lei de nº 1.144, de 13 de agosto de 2019, a Câmara Municipal de Cuité para ampliação do limite para abertura de créditos suplementares. Na ocasião foi requerido urgência na votação, conforme Art. 35 da Lei Orgânica Municipal e Art. 111, §1º, do Regimento Interno da Câmara Municipal. Ainda […]

30/08/2019 18h08 Atualizado há 3 anos atrás

O Poder Executivo enviou Projeto de Lei de nº 1.144, de 13 de agosto de 2019, a Câmara Municipal de Cuité para ampliação do limite para abertura de créditos suplementares. Na ocasião foi requerido urgência na votação, conforme Art. 35 da Lei Orgânica Municipal e Art. 111, §1º, do Regimento Interno da Câmara Municipal. Ainda no mesmo documento, o Prefeito Municipal justificou a urgência da votação para não acarretar paralisação dos serviços essenciais a população, tendo em vista, que toda despesa deve ser precedida de dotação orçamentária.

Ocorre que o pedido de urgência foi negado pelos vereadores de oposição e até o momento o Projeto de Lei não foi votado, acarretando a paralisação da obra de reforma e ampliação da Creche Municipal Diomedes Lucas de Carvalho.

A fim de retomar os serviços da referida creche, bem como não afetar outros serviços essenciais à população, com base na Lei Orgânica do Município, o Prefeito convocou a Câmara dos Vereadores, para realizar sessão extraordinária na manhã desta sexta-feira (30) para que os vereadores votassem o pedido de suplementação. Infelizmente a bancada de oposição se negou a votar o Projeto de Lei 1.144 de 13 agosto de 2019, optando mais umas vez pela manutenção da paralisação dos serviços públicos essenciais a população, a exemplo da reforma e ampliação de Creche Municipal Diomedes Lucas de Carvalho.

O Poder Executivo lamenta profundamente que a manifestação feita por operários, pais, mães e moradores do bairro em que a creche está sendo reformada, a favor da aprovação do pedido de suplementação, tenha sido rotulada por alguns vereadores de oposição como “uma verdadeira palhaçada em um teatro armado”.

Quando se escolhe o caminho da vida pública interesses pessoais nunca devem prevalecer sobre o interesse do povo, pois fomos eleitos para cuidar principalmente dos que mais necessitam.

Esclarecemos ainda que o projeto enviado à Câmara dos Vereadores, PL 1.144 de 13 de agosto de 2019, é suficiente para manutenção de todas as atividades essenciais a população e caso o mesmo não seja aprovado, outras atividades serão afetadas, como foi o caso da referida reforma da creche.

Mais uma vez, lamentamos profundamente a postura adotada pelos vereadores de oposição que em nada vem a contribuir com o crescimento do Município e que a tentativa destes de implantar a política do quanto pior melhor será veementemente combatida em nome do bem de toda população cuiteense.

Prefeitura de Cuité – Aqui tem trabalho!


Ao continuar navegando no nosso portal, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Para ter mais informações, acesse nossa página de Política de Privacidade

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support